As tuas palavras são em tudo verdade desde o princípio,e cada um dos teus justos juízos dura para sempre Sl 119.160


Web Radio Gospel Da Covilha - ((( Portugal))) Sua Amiga De Todos As Horas

sexta-feira, 25 de abril de 2014

A Mente Carnal



"Porque o pendor da carne dá para a morte, mas o do Espírito, para a vida e paz" (Romanos 8:6).
Uma das maiores ameaças ao bem-estar de qualquer igreja local é a mentalidade carnal que seus membros podem ter. A mente carnal é a "morte"; é "inimizade contra Deus"; "não está sujeito à lei de Deus, nem mesmo pode estar"; "não pode agradar a Deus" (Romanos 8:6-8).  Que contradição uma igreja alegar ser "de Cristo" quando as pessoas que a compõem têm a mente carnal que não pode agradar a Deus!


A mente carnal pode ser mais bem entendida se a compararmos à mente do Espírito. Aquele que tem a mente espiritual tem consciência de Deus. E sempre vivendo dessa forma, ele enxerga a Deus como um companheiro constante; alguém que observa cada palavra, ato e pensamento; o doador de toda boa dádiva; aquele que o protege de dia e de noite o guarda. Ele "anda com Deus"; agradece a Deus; louva a Deus; confia em Deus; vê em Deus a fonte da força; ele "pensa" em Deus ­ e faz tudo isso diariamente. Em contrapartida, a pessoa de mente carnal tem os pensamentos voltados sobretudo para as coisas deste mundo, fazendo delas o maior interesse de sua vida. Ela pensa em carros, roupas, barcos, esportes, aparelhos de som, videocassetes, venda de ações, viagens e aposentadoria antes do tempo. A pessoa de mente espiritual fixa sua mente nas coisas de cima, ao passo que a de mente carnal a põe nas coisas da terra (Colossenses 3:2).

A pessoa que tem a mente espiritual realmente ama a leitura das Escrituras e a adoração de Deus. Diante da opção de participar de um estudo bíblico em que estaria cercado de pessoas que pertencem a Deus e da opção de ir a um lugar de divertimento, em que estaria rodeado de gente mundana, sua preferência seria o estudo. A pessoa de mente carnal, por outro lado, vai ao culto, mas o faz ou por hábito ou simplesmente para atender às exigências. Acha pouco prazer na lei do Senhor ou em adorá-lo.

A pessoa de mente espiritual olha em direção ao céu e anseia estar lá. Alegra-se nesta vida, mas a antecipação de ver a Deus e o seu Senhor Jesus freqüentemente toma conta da sua mente e a estimula. À medida que envelhece e o homem exterior mostra cada vez mais os sinais da degradação, seu homem interior encontra o renovo diário por meio da fé aumentada e do desejo em relação àquilo que não se vê.  Para o homem de mente carnal, em contraposição, a velhice é uma ameaça; ele busca inutilmente agarrar-se a sua mocidade; raramente pensa no céu, mas praticamente entra em pânico ao ver que quanto mais ele tenta segurar com tenacidade esta vida, mais ela lhe escapa das mãos, passo a passo.


A mente carnal é Ananias e Safira, tramando para conseguir o louvor dos homens em cima de uma mentira. A mente carnal é Diótrofes, amando a preeminência e governando com uma atitude de "ou você se submeta ou saia da minha frente". A mente carnal são os falsos mestres de Corinto, obtendo o controle por meio da arrogância, das falsas comparações, das representações enganosas e da escravidão de seus seguidores. A mente carnal são os próprios coríntios, gloriando-se na sabedoria humana e demonstrando inveja, contendas e divisões. A mente carnal são aqueles a quem Paulo escreveu: "Pois todos eles buscam o que é seu próprio, não o que é de Cristo Jesus" (Filipenses 2:21). A mente carnal é qualquer pessoa que vive para este mundo e para a aprovação dos homens, em vez de viver para o céu e para a aprovação de Deus.

Portanto, não precisamos ser imorais, obviamente, para termos a mente carnal; tampouco precisamos deixar de ir aos cultos ou de contribuir como nosso dinheiro. Podemos ir a todo culto da igreja, levar uma vida de boa moral, dar com liberalidade e ainda assim termos a mente carnal. Podemos até ser nomeados presbíteros ­ presbíteros de mente carnal, nomeados para aquela função por uma congregação de mente carnal que fica cada vez mais carnal debaixo da influência de seus pregadores e de seus presbíteros de mente carnal. Você acha isso exagerado. Não há gente de mente mais carnal nas Escrituras que os fariseus religiosos, que estavam cegos, sem poder enxergar a sua mentalidade carnal, porque buscavam atender minuciosamente aos aspectos externos. Conhecemos poucos na igreja do Senhor que não correm o risco sério de morte por causa desse mesmo erro.


O remédio do Espírito para a mente carnal é: "E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus" (Romanos 12:2). Renovação da mente! Transformação!  Metamorfose! Livrar a mente das disposições e dos interesses carnais, enchendo-a com as disposições e os interesses espirituais! Essa é outra forma de dizer: "Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo" (Colossenses 3:16).  Não é tarde demais.  Deixe que ele te molde.  A felicidade eterna está em jogo.


Autor: Bill Hall

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Como Ouvir o Espírito Santo

1. Quem é o Espírito Santo?


1.1. Ele é o consolador – Jo. 16.7. Todavia, digo-vos a verdade: que vos convém que eu vá, porque, se eu não for o Consolador não virá a vós; mas, se eu for enviar-vo-lo-ei.

1.2. Ele é Deus – At. 5.3-4 Disse, então, Pedro: Ananias, por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo e retivesses parte do preço da herdade? Guardando-a, não ficava para ti? E, vendida, não estava em teu poder? Por que formaste este desígnio em teu coração? Não mentiste aos homens, mas a Deus.


1.3. é uma pessoa porque pensa – Rm. 8.27 E aquele que examina os corações sabe qual é a intenção do Espírito; e é ele que segundo Deus intercede pelos santos.

1.4 é uma pessoa porque tem vontade – I Co. 12.11 Mas um só e o mesmo Espírito opera todas essas coisas, repartindo particularmente a cada um como quer.
 
1.5 é uma pessoa porque fala – At. 13.1-3 Na igreja que estava em Antioquia havia alguns profetas e doutores, a saber: Barnabé, e Simeão, chamado Níger, e Lúcio, cireneu, e Manaém, que fora criado com Herodes, o tetrarca, e Saulo. E, servindo eles ao Senhor e jejuando, disse o Espírito Santo: Apartai-me a Barnabé e a Saulo para a obra a que os tenho chamado. Então, jejuando, e orando, e pondo sobre eles as mãos, os despediram.

Todas essas coisas são características de uma pessoa. O Espírito é uma pessoa divina.


2. Nomes do Espírito Santo

2.1. Espírito Santo – Rm. 14.17 porque o Reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo.

2.2. Espírito de Deus – Gn. 41.38 E disse Faraó a seus servos: Acharíamos um varão como este, em quem haja o Espírito de Deus; I Jo. 4.2 Nisto conhecereis o Espírito de Deus: todo espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus;

2.3. Espírito do Senhor – I SM. 10.6 E o Espírito do Senhor se apoderará de ti, e profetizarás com eles e te mudarás em outro homem.

2.4. Espírito de Cristo – I Ped. 1.11 indagando que tempo ou que ocasião de tempo o Espírito de Cristo, que estava neles, indicava, anteriormente testificando os sofrimentos que a Cristo haviam de vir e a glória que se lhes havia de seguir.


2.5. Espírito do Senhor Jeová – Is. 61.1 O Espírito do Senhor Jeová está sobre mim, porque o Senhor me ungiu para pregar boas-novas aos mansos; enviou-me a restaurar os contritos de coração, a proclamar liberdade aos cativos e a abertura de prisão aos presos.


3. Cuidados que devemos tomar em relação ao Espírito Santo

3.1. Cuidado para não entristecê-lo – Ef. 4.30 E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual estais selados para o Dia da redenção.

3.2. Cuidado para não resisti-lo – At. 7.51 Homens de dura cerviz e incircuncisos de coração e ouvido, vós sempre resistis ao Espírito Santo; assim, vós sois como vossos pais.

3.3. Cuidado para não extingui-lo – I Ts. 5.19 Não extingais o Espírito.

3.4. Cuidado para não se tornar seu inimigo. – Is. 63.10 Mas eles foram rebeldes e contristaram o seu Espírito Santo; pelo que se lhes tornou em inimigo e ele mesmo pelejou contra eles.

3.5. Andar conforme sua santidade- Gl5. 16, 25 Digo, porém: Andai em Espírito e não cumprireis a concupiscência da carne. Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito.


3.6. Cuidado para não ter o Espírito Santo retirado  SL 51.11 Não me lances fora da tua presença e não retires de mim o teu Espírito Santo.


4. Nossa dependência para com o Espírito Santo

4.1. Dependemos dele para orar – Rm. 8.26. E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis; Jd. 20 Mas vós, amados, edificando-vos a vós mesmos sobre a vossa santíssima fé, orando no Espírito Santo,

4.2. Dependemos dele para pregar – At. 1.8 Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da ter

4.3. Dependemos dele em tudo – Jo. 14.26 Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.


4.4. 1° Co 12.7 Mas a manifestação do Espírito é dada a cada um para o que for útil. Para edificação da igreja. Jamais para exaltação pessoal.


5. Todo crente precisa deixar o Espírito operar

5.1. Na sua vida – produzindo transformação - I SM 10.6 E o Espírito do Senhor se apoderará de ti, e profetizarás com eles e te mudarás em outro homem.

5.2. Pela sua vidadando fortalecimento espiritual – Ef. 3.16 para que, segundo as riquezas da sua glória, vos conceda que sejais corroborados com poder pelo seu Espírito no homem interior.

5.3. Através da sua vida – capacitando-o para o trabalho do Senhor – I Ts. 1.5 porque o nosso evangelho não foi a vós somente em palavras, mas também em poder, e no Espírito Santo, e em muita certeza, como bem sabeis quais fomos entre vós, por amor de vós.


5.4 ouvir o que diz o Espírito Santo 1° TM 4.1 Mas o Espírito expressamente diz que, nos últimos tempos, apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores e a doutrinas de demônios.


6. A Liderança do Espírito Santo

6.1 - Ele controla o crente – At. 10.19,20 E, pensando Pedro naquela visão, disse-lhe o Espírito: Eis que três varões te buscam. Levanta-te, pois, e desce, e vai com eles, não duvidando; porque eu os enviei.

6.2 - Ele guia o crente – Jo. 16.13 Mas, quando vier aquele Espírito da verdade, ele vos guiará em toda a verdade, porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido e vos anunciará o que há de vir.

6.3 - Ele escolhe o campo de operação – At. 16.6 E, passando pela Frígia e pela província da Galácia, foram impedidos pelo Espírito Santo de anunciar a palavra na Ásia.

6.4 - Ele orienta o crente – At. 8.29 E disse o Espírito a Filipe: Chega-te e ajunta-te a esse carro.


6.5- Ele nos faz lembrar as coisas importantes LC 12.11-12. E, quando vos conduzirem às sinagogas, aos magistrados e potestades, não estejais solícitos de como ou do que haveis de responder, nem do que haveis de dizer. Porque na mesma hora vos ensinará o Espírito Santo o que vos convenha falar.

6.6 Às vezes nos leva para sermos provados Mt4. 1 Então, foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo.


7. As obras do Espírito Santo

7.1. Ele opera o novo nascimento – Jo. 3.5-8 Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito não pode entrar no Reino de Deus. O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito. Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo. O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito.
 
7.2. Ele regenera o pecador – Tt. 3.5,7 não pelas obras de justiça que houvéssemos feito, mas, segundo a sua misericórdia, nos salvou pela lavagem da regeneração e da renovação do Espírito Santo. Para que, sendo justificados pela sua graça, sejamos feitos herdeiros, segundo a esperança da vida eterna.


7.3. Ele Santifica o crente – Rm. 15.16 que eu seja ministro de Jesus Cristo entre os gentios, ministrando o evangelho de Deus, para que seja agradável a oferta dos gentios, santificada pelo Espírito Santo.

7.4. Ele convence o homem de seus pecados – Jo. 16.8 E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça, e do juízo:


8. Os atributos do Espírito Santo

8.1. Eternidade – Hb. 9.14 quanto mais o sangue de Cristo, que, pelo Espírito eterno, se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará a vossa consciência das obras mortas, para servirdes ao Deus vivo?

8.2. Onipresença – Sl. 139.7-10 Para onde me irei do teu Espírito ou para onde fugirei da tua face? Se subir ao céu, tu aí estás; se fizer no Seol a minha cama, eis que tu ali estás também; se tomar as asas da alva, se habitar nas extremidades do mar, 10até ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá.

8.3. Onipotência – Lc. 1.35. E, respondendo o anjo, disse-lhe: Descerá sobre ti o Espírito Santo, e a virtude do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra; pelo que também o Santo, que de ti há de nascer, será chamado Filho de Deus.

8.4. Onisciência – I Co. 2.10 Mas Deus no-las revelou pelo seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus.


9. Os simbolos do Espírito Santo

9.1 – FOGO (Lc. 3.16) respondeu João a todos, dizendo: Eu, na verdade, batizo-vos com água, mas eis que vem aquele que é mais poderoso do que eu, a quem eu não sou digno de desatar a correia das sandálias; este vos batizará com o Espírito Santo e com fogo.

O fogo, como símbolo do Espírito representa a purificação e fala de sua grande força em relação às diversas maneiras de sua operação em corrigir os defeitos da nossa natureza decaída.

Vejamos a finalidade do Fogo:


9.1.1. O FOGO CONSOME

O fogo consome o que é combustível – “madeira, palha, e feno” (I Co. 3.13-15) a obra de cada um se manifestará; na verdade, o Dia a declarará, porque pelo fogo será descoberta; e o fogo provará qual seja a obra de cada um. Se a obra que alguém edificou nessa parte permanecer, esse receberá galardão. Se a obra de alguém se queimar, sofrerá detrimento; mas o tal será salvo, todavia como pelo fogo. Isso fala de material espúrio, usado para fazer a obra de Deus, é o trabalho feito com aquilo que é falso, o Espírito é contra tudo aquilo que é falso, tudo aquilo que não é feito para glória de Deus.

9.1.2. O FOGO LIMPA

Somente o fogo tem o poder de tirar a escória de diferentes metais. O fogo é, portanto, símbolo do poder purificador do Espírito. Aquilo que não pode ser definido e expurgado pela santidade do Espírito é destruído pelo fogo (Is. 6.1-7) Mas um dos serafins voou para mim trazendo na mão uma brasa viva, que tirara do altar com uma tenaz; 7e com ela tocou a minha boca e disse: Eis que isto tocou os teus lábios; e a tua iniquidade foi tirada, e purificado o teu pecado.


9.1.3. O FOGO DERRETE

Há materiais que se derretem em contato com o fogo, como a cera e outros. O fogo do Espírito derrete os corações endurecidos. – cf. At. 2.37-39 Ouvindo eles isto, compungiram-se em seu coração e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos varões irmãos? E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para perdão dos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo.

9.1.4. O FOGO ENDURECE

Praticamente o mesmo fogo que amolece a cera endurece o barro. O ferreiro leva o aço ao fogo para amolecer e para torná-lo mais duro. O Espírito torna o crente mais brando e também mais resistente contra as adversidades que terá pela frente – cf. At. 20.23,24 senão o que o Espírito Santo, de cidade em cidade, me revela, dizendo que me esperam prisões e tribulações. Mas em nada tenho a minha vida por preciosa, contanto que cumpra com alegria a minha carreira e o ministério que recebi do Senhor Jesus, para dar testemunho do Evangelho da Graça de Deus.


9.1.5. O FOGO AQUECE

O Espírito, qual fogo, torna a nossa alma abrasada por uma ardente paixão e zelo por Deus e seu serviço – cf. Lc. 24.32,33

POMBA

“ Vi o Espírito de Deus, descendo como pomba e vindo sobre Ele” – cf. MT. 3.16, A pomba é simples – MT. 10.16 b; o Espírito também é simples, tal simplicidade ilustra a sua beleza e delicadeza. O crente guiado pelo Espírito tem a simplicidade das pombas, não procura salienta sua pessoa ou suas habilidades, porém dá toda honra e glória a Deus que tudo nos dar.


10. Vento

• Jesus disse: O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes donde vem e nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito (Jo. 3.8).

• Os hebreus não indicavam com rigor a direção dos ventos, como hoje se faz; contudo reconheciam quatro ventos: o do oriente, o do ocidente, o do norte e do sul – (Jr.49.36; Ez. 37.9; Ap.7.1).

• A Bíblia diz que o Espírito veio dos 4 ventos e soprou sobre os ossos secos e eles reviveram – cf. Ez. 37.9,10.

• Pelo sopro do Espírito Santo o pecador se convence do seu pecado e aceita Cristo como Salvador, e o crente vence o pecado e se aproxima de Deus.

• O vento é o ar em movimento, na criação o Espírito se movia sobre a face das águas – cf. Gn. 1.2;

• o Espírito Santo movimenta a igreja através de seu sopro de poder – cf. At.4.31.

• Outra coisa pode constatar no vento, é que o mesmo sopra em todas as direções.

• Da mesma forma o Espírito age de muitas maneiras. No dia de pentecostes o Espírito veio sobre os discípulos como um vento impetuoso – cf. At.2.2


11. Sêlo

• O selo testifica um direito de propriedade ou a autenticidade de um documento.

• Entre os hebreus, na compra e venda de casas ou campos, era exigido o selo no translado da propriedade.

• O simples selo do comprador num documento garantia-lhe posse da propriedade – cf. Jr.32.8-15,44;
• selar significa dar segurança.

• O ato de colocar o selo somente poderia ser realizado pelo dono do objeto ou da propriedade, a fim de dar-lhe segurança.

• A Bíblia diz que nós somos propriedades de Deus, por isso Ele mesmo nos selou com o seu Espírito para o dia da redenção – cf. Ef. 1.13; II Co. 1.22.

• O selo também servia para tornar conhecido ou identificado aquilo que era selado.

• As Escrituras diz que Deus conhece os que são seus, porque sobre estes há o selo do seu Espírito – cf. II Tm. 2.19


12. Óleo

• O óleo era usado entre os antigos hebreus, era em geral fabricada dos frutos das oliveiras, que amadurecem no outono.

• Era o mesmo azeite usado para ungir a tenda da congregação, os objetos sagrados e os sacerdotes para realizarem o seu serviço.

• Com esta unção eram considerados santificados – Êx. 30.25-30.

• Nas Escrituras, o óleo aparece com um dos símbolos do Espírito Santo – cf. Zc. 4.2-6.

• e nos fala de unção. Jesus foi ungido pelo Espírito Santo – cf. Is. 6.1; Lc. 4.18, o crente em Jesus tem a unção do Santo e sabe todas as coisas – cf. I Jo. 2.20.


13. Aplicação simbólica do óleo (azeite)

a) Azeite na orelha (Lv. 14.17) – preparo para ouvir a voz de Deus. “Quem tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas” (Ap.2.17). “Fala Senhor que o teu servo ouve”.

b) Azeite na mão (Lv. 14.17) – habilitação para o trabalho do Senhor. “Não é por força nem por violência, mas pelo meu Espírito, diz o Senhor dos Exércitos – cf.”. Zc. 4.6.

c) Azeite no pé (Lv. 14.17) – Fala de um andar santo. Andai no Espírito e não cumprireis a vontade da carne – cf Gl. 5.16.

d) Azeite no rosto (Sl 104.15) – Brilho da presença de Deus e alegria espiritual que desfruta o crente em Cristo. “Com o rosto desvendado”... Somos transformados de glória em glória... Pelo Espírito “- cf. 2 Co”. 3.18.


e) Azeite em outras vasilhas (2RS 4.4-6) – bênçãos para outras pessoas – Rm. 1.16; 5.5; I Jo. 3.16.

f) Azeite nas feridas (Lc. 10.34) – símbolo de restauração pelo Espírito Santo do Senhor – cf. Lc. 4.18

• Vale a pena lembrar que era extremamente proibido fabricar outro óleo com a mesma composição (Êx. 30.33). Ninguém pode imitar o Espírito Santo.

• Da mesma forma era proibido usar o óleo para fins alheios ao serviço sagrado (Êx. 30.25-31).

• O Espírito Santo opera exclusivamente para a glória do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, pois o seu ministério aqui é esse, o de glorificar a Cristo.


10 coisas que o Espirito Santo faz

1° ele intercede pela igreja (RM 8.27) E aquele que examina os corações sabe qual é a intenção do Espírito; e é ele que segundo Deus intercede pelos santos.

“2° O ESPÍRITO SANTO penetra todas as coisas” (1° Co 2.10) Mas Deus no-las revelou pelo seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus.

3° O ESPÍRITO SANTO pode ser entristecido ou ofendido magoado, desgostado: (Efésios 4.30.) E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual estais selados para o Dia da redenção.

4° O ESPÍRITO SANTO Ele reparte dons "a cada um como quer" (1° Co 12.11) Mas um só e o mesmo Espírito opera todas essas coisas, repartindo particularmente a cada um como quer.


5° O ESPÍRITO SANTO nos da força (jz 6.5-6) Desceu, pois, Sansão com seu pai e com sua mãe a Timna; e, chegando às vinhas de Timna, eis que um filho de leão, bramando, lhe saiu ao encontro. Então, o Espírito do Senhor se apossou dele tão possantemente, que o fendeu de alto a baixo, como quem fende um cabrito, sem ter nada na sua mão; porém nem a seu pai nem a sua mãe deu, a saber, o que tinha feito. (MQ 3.8) parte a Mas, decerto, eu sou cheio da força do Espírito do Senhor e cheio de juízo e de ânimo, para anunciar a Jacó a sua transgressão e a Israel o seu pecado.

6° O ESPÍRITO SANTO nos transforma (1° SM 10.6,10) E o Espírito do Senhor se apoderará de ti, e profetizarás com eles e te mudarás em outro homem. E, chegando eles ao outeiro, eis que um rancho de profetas lhes saiu ao encontro; e o Espírito de Deus se apoderou dele, e profetizou no meio deles.

7° O ESPÍRITO SANTO nos dá ousadia para falar do amor de Deus (AT 4.31) E, tendo eles orado, moveu-se o lugar em que estavam reunidos; e todos foram cheios do Espírito Santo e anunciavam com ousadia a palavra de Deus.

8° (At 9.31) cinco grandes obras do ESPÍRITO SANTO Assim, pois, as igrejas em toda a Judéia, e Galiléia, e Samaria tinham Paz e eram edificadas; e se multiplicavam, andando no temor do Senhor e na consolação do Espírito Santo.


9° O ESPÍRITO SANTO não anula nossa mente nossa razão (AT 14.13-15) Pelo que, o que fala língua estranha, ore para que a possa interpretar. Porque, se eu orar em língua estranha, o meu espírito ora bem, mas o meu entendimento fica sem fruto. Que farei, pois? Orarei com o espírito, mas também orarei com o entendimento; cantarei com o espírito, mas também cantarei com o entendimento.

10° O ESPÍRITO SANTO nos guia com a verdade (João 16.13) Mas, quando vier aquele Espírito da verdade, ele vos guiará em toda a verdade, porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido e vos anunciará o que há de vir.
 
|  Autor: Pr Sidnei Alves da Silva